Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Outubro, 2017

Ressignificando o seu Guarda-roupas | Fashion loving

www.arabuta-eco.com Como já falei no último Post "Você não precisa comprar roupas para ter a experiência de uma aquisição" e hoje eu quero falar um pouco sobre algumas formas de se fazer isso. No Site da Fashion Revolution ( http://fashionrevolution.org/ ) você encontra muitos artigos sobre esse assunto e foi justamente um deles que me ajudou a olhar de forma mais ampla e verdadeira para as minhas roupas e guarda-roupas. Eles citam 9 formas alternativas de se adquirir roupas, que são: História de amor • Gasto, porém lindo • Conserto fashion • Brechós • Trocas • Faça você mesma • Vintage • Alugue • Slow 1 - O que seria "HISTÓRIA DE AMOR"? É dada mais nada menos do que se apaixonar novamente pelas roupas que você já tem. Olhar para cada uma delas com carinho e recordar todos os momentos mágicos e lembranças amorosas que vocês já viveram juntos e assim cada vez que você for usar aquela peça roupa, você estará levando com você toda a energia desses momentos,

[Consumo Consciente] Depois do olho no olho - A reflexão.

Depois de ter feito aquela DR (discutir a relação) com o meu guarda-roupa, foi hora de para e observar e refletir que tipo de roupas eu tinha ali dentro.  Foi quando me dei conta que as roupas que estavam ali ou eram muito esportivas ou muito arrumadinhas, tipo festa ou ocasiões mais especiais, que pedem um Look mais sério. Percebi então que faltava uma categoria intermediária ali, algo para se usar no dia a dia, que não fosse tão séria, mas que me mantivesse arrumada e ao mesmo tempo confortável, do tipo ir buscar o filho na escola ou ir ao super mercado. Então veio a pergunta: Como adquirir novas peças de uma forma mais sustentável e amiga do meio ambiente? A primeira ideia que me veio na cabeça foi comprar roupas de segunda mão. E foi então a nova pergunta surgiu: Mas como? Onde?  Pois é... Em conversa com meu marido ela me falou de uma loja grande até, que só vende roupas e acessórios de segunda mão  e bem no centro da cidade e do lado de casa. Decidi ir lá confer

[Consumo Consciente] O dia em que o meu guarda-roupas me olhou nos olhos.

O que eu consumo e como eu consumo é algo que tem recebido minha atenção nos últimos anos. Tudo começou com olhar mais de perto o que colocávamos em nosso prato, depois chegou a vez de olhar para o nosso lixo e por fim, o impacto que cada um de nossos atos produz no mundo, seja positivamente ou negativamente. Então chegou a hora de bater um papo mais de perto com o meu guarda-roupas.  O fato é que muitas vezes, assim como muitas mulheres, eu não "tinha o que vestir" apesar de ter um guarda-roupas abarrotado, que não era possível de se ver o fundo do armário, por ele estar tão cheio de roupas. E aquele momento, que eu já vinha adiando há muito tempo, chegou.  Há tempos meu guarda-roupas me cercava, me encarava e pedia socorro! E eu ignorava, pois sabia que ao olhar para ele e atender seu chamado, eu estaria na verdade olhando para mim, meus hábitos e também minha história. No momento em que eu atendesse esse chamado, eu estaria dizendo sim também para muda

Não precisamos de AMOR...

Não precisamos de Amor, Nós somos o próprio Amor.