Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Fevereiro, 2017

Quando comportamentos básicos viram luxo

fonte: https://pixabay.com Não sei bem ao certo, se é pela correria do dia-a-dia ou se é porque nos esquecemos mesmo. Só sei que nenhum dos dois fatos deveriam servir de justificativa para isso. Dizer bom dia, boa tarde para qualquer pessoa que encontrássemos, deveria ser um hábito, sendo essa pessoa nossa conhecida ou não. O caso é que muitas vezes, não cumprimentamos nem mesmos a as pessoas, que conhecemos e que encontramos no caminho. Meu filho estava visitando uma outra escola. Estávamos pensando em trocá-lo de escola justamente por esse tipo de coisa. Essa outra escola parecia proporcionar um ambiente mais pessoal,  mais próximo e mais focado no desenvolvimento pessoal e individual, do que no coletivo. Não sei se estou conseguindo me expressar de forma clara. Mas acreditamos, que para se ter uma sociedade saudável, ela precisa ser composta de indivíduos que confiem em si mesmos, que sejam seguros de quem realmente são, que tenham clareza da consequência de seus atos e

Tudo é uma questão de ponto de vista

Você só mostra o que quer mostrar e só vê o que quer ver. ;-) Nesse caso, não existe certo ou errado, apenas formas diferentes de se ver a mesma cena. Cada um dos observadores tem seu ângulo de visão, o que vai lhes proporcionar descrições diferentes para a mesma ocasião.

O que fazer com o medo de colocar projetos em ação?

Essa foi uma pergunta, que me perseguiu por muito tempo.  O que fazer com o medo de colocar todos projetos e ideias, que inundavam a minha cabeça no mundo. E devo confessar, que esse sentimento ainda me incomoda um pouco. Fonte: https://pixabay.com Por muito tempo venho adiando projetos, que mexem com o meu coração e estão cheios de vontade de ganhar o mundo, por simples medo. Mas medo?! Medo de que? Pois é... Essa é a grande questão. O medo me perseguiu por muito tempo e ao invés de tentar entendê-lo e e conversar com ele, eu gastava toda a minha energia correndo, fugindo dele. Até o momento que eu entendi, e aprendi, que se um sentimento está ali, sendo ele agradável ou não, é porque ele tem algo muito importante para me dizer e não adianta tentar mandá-lo embora. Ele vai ficar ali até o momento, em que você aceitar recebê-lo e conversar com ele. Pois bem!  Quando me dei conta, de que não adiantava e que eu não tinha pra onde correr,  decidi aco